Ser mulher é...



Ser mulher é ser convicta e contraditória ao mesmo tempo: ora ela acredita em si mesma, ora desacredita (de uma hora para outra ou simplesmente de um dia para o outro)

Ser mulher é lutar pelos próprios objetivos, mesmo que o mundo inteiro diga NÃO. Se ela deseja o SIM, nada a impede de lutar com todas as forças feito uma leoa em fúria por fora, mas por dentro ela é doce como uma abelha. Se suas forças estão fracas, ela fuça em seu âmago até as achar, como uma caçadora incansável em busca de um tesouro precioso. 

Ser mulher é continuar sonhando junto às estrelas,  mesmo quando a rotina desgastante lhe rouba as energias. Sonhar é o que há de mais precioso para acalmar seus dias, embalar suas tardes e iluminar suas noites...

Ser mulher é  lutar incansavelmente e se permitir fracassar quando não há mais solução para aquele determinado problema. É ser madura para entender que nem sempre as coisas conspiram a seu favor, mas sabe que tem o poder de tomar decisões para melhorar o que é necessário e para  melhorar-se. Ela pode repensar  suas escolhas, continuar lutando rumo ao mesmo trajeto ou simplesmente mudar o percurso. 

Ser mulher é  refletir, é lutar, é ser humilde para entender que ela não é onipotente. Ela precisa de Deus, precisa das pessoas e precisa de um ombro amigo sem julgamentos, apenas alguém que a abrace e a ame. 

Ser mulher é mergulhar em si mesma: em suas doçuras, em seus delírios, em sua sensualidade, em  sua magia, mas é também esvaziar-se de si mesma às vezes... 

Ser mulher é sensualizar ou não.  Tudo depende do que ela quer, quando quer e por que quer. Não há limites! Não há regras! Não há freios! Cada mulher busca o que deseja e as medidas do desejo são impostas por ela mesma. 

Ser mulher é ser equilibrista com  tantas multitarefas. É errar e acertar, é extravasar suas tensões,  é ser sensível e pé no chão ao mesmo tempo. É cair e levantar, é dançar e escorregar, é debruçar-se na janela para chorar pelos desamores e também para observar a beleza da vida. 

Ser mulher é ter manias incorrigíveis, virtudes inexplicáveis  e vontades únicas. Se ninguém entende uma mulher, ela mesma se acha em seus próprios labirintos. 

Ser mulher é ainda acreditar que o ser humano tem conserto. É ser simples, é ser singular, é ser bela em qualquer faixa etária, em qualquer cor, em qualquer circunstância, em qualquer esfera do saber.  


Esse texto foi escrito por mim em homenagem ao dia internacional da mulher.

---------------------------


Acompanhe minhas redes sociais:




Esse post faz parte do projeto Escrita criativa um grupo que estimula a produção de textos criativos. O tema do mês de março é "Ser mulher é..."


Espero que tenham gostado e até o próximo post!

2 comentários:

  1. Que cronica forte ,parabéns....

    http://jessicavenenoofficial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jessica! Obrigada, flor! Fico muito feliz que tenha gostado do texto. bjsss

      Excluir

Se gostou do post, comente aqui =^.^= Ficarei muito feliz com o seu comentário! Responderei aqui mesmo embaixo do seu recadinho. Obrigada pela visita e volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...