[Crônica] O doce encanto dos antigos papéis de carta


Uma coleção modesta para uma menininha dos anos 90. A quantidade não era importante, já que as condições financeiras não eram favoráveis. Ali o que importava era a magia que morava em cada desenho... Ela olhava, folheava, trocava, destrocava, sentia, cheirava, sonhava e vivia cada detalhe da arte impressa com o olhar atento e o coração aquecido. A pasta era envelhecida, os plásticos meio desgastados e alguns papéis amassados. 

Cada moeda era útil para alimentar a doce coleção... Juntava-se uma a uma... E, assim, o desenho preferido era paquerado pela menininha através da vitrine da papelaria. Quando tinha os trocados em suas pequenas mãozinhas, corria freneticamente pelo bairro, de bazar em bazar, em busca de novos papéis, os mais bonitos e que despertassem o olhar alheio, porém sem troca na maioria das vezes. Era um exibicionismo inocente, uma busca constante de imaginação infantil, pois olhar aqueles desenhos era mergulhar neles e viver cada detalhe como se a criança fosse parte integrante daquele universo artístico. Ter um papel de carta desejado era a mais pura ostentação.

 As amiguinhas da escola e do prédio tentavam convencê-la a trocar e a doar alguns papéis de carta, mas ela nem sempre cedia. Era divertido e prazeroso reunir as amigas para que juntas olhassem aqueles papéis e também para que pudessem despertar uma certa inveja. "Eu tenho, você não tem, eu sei que deseja trocar comigo, mas eu não troco". Não era um simples olhar. Era uma espécie de leitura encantada: as cores eram soletradas, as formas do desenho narradas na mente, a história de cada papel...  imaginava-se a quantidade de trocas que cada papel tivera, como cada dona cuidara dele. Renovar a pasta era divertidíssimo: tira, põe, negocia, renegocia... Às vezes era possível recuperar um papel há tempos trocado. Parecia que ele voltava diferente, com uma outra roupagem. (tinha histórias para contar). Isso tudo é  maluquice pura! Saudades. 

O enamoramento na vitrine era algo frequente. A  tia do bazar até reconhecia o olhar de felicidade da menininha quando o papelzinho  desejado há tempos era enfim comprado. Vendedora e cliente pareciam cúmplices e amigas por alguns minutos. Após comprar a sua arte desejada, ela saía radiante pelas ruas do bairro e voltava para casa com medo de perder o novo item da humilde coleção. E se chovesse? E se a nova aquisição caísse no chão e o vento levasse embora? 

O tempo voou e as memórias continuaram firmes na árvore do encantamento. As folhas mágicas dessa árvore ainda dão frutos quando alguns desenhos ainda saltitam para fora... Esses desenhos invisíveis são insights poéticos que ainda insistem em revisitar a menininha. Nostalgia sim, vivências tão doces e prazerosas naquele universo infantil dos anos 90. Direto do túnel do tempo. Direto da alma. 

💕💕💕💕💕💕💕💕

Um vídeo da coleção:



💕💕💕💕💕💕💕💕


https://www.facebook.com/groups/rotarootsblogs/



Este post faz parte de uma blogagem coletiva do grupo Rotaroots, uma turma linda  que se reúne em nome de uma blogosfera por amor, sem regras, criativa e mais autoral.

Tema de julho / 2019:



[Dicas] Economize em suas compras online


Olá, queridos(as), tudo bem? Hoje eu vim compartilhar com vocês dicas incríveis para vocês economizarem em suas  compras online. Confesso que ultimamente, na correria do dia a dia, dificilmente compro em lojas físicas, pois não tenho tempo e nem paciência para enfrentar shoppings lotados. Trabalho de segunda a sexta das 07h30 às 16h30, sou casada, não tenho diarista, tenho 38 anos e duas lindas crianças (meus anjos Igor e Eliza... ele com 6 aninhos e ela com 10 meses). Vocês conseguem imaginar o quão cansada fico após o expediente em plena sexta-feira? Conseguiram me imaginar andando no shopping com duas crianças e extremamente exausta?? Pois é, meus anjos, eu escolho sempre comprar online por causa da comodidade que isso me traz. Somente de vez em quando resolvo passear no shopping...rs...

Confiram a seguir as dicas preciosas que eu trouxe para vocês que, assim como eu, gostam e/ou preferem comprar online:

1) Cupom Válido





O Cupom Válido é um site que reúne promoções e cupons de desconto. O objetivo é fazer com que as pessoas economizem em suas compras online. O site é totalmente seguro. A compra em si é sempre feita diretamente no site da loja. Além disso, todos os cupons são gratuitos e não precisa nem de cadastro para utilizar.
O site está na lista da revista Exame como um dos melhores sites de cupons gratuitos: exame.abril.com.br/seu-dinheiro/12-sites-para-conseguir-cupons-de-desconto-de-graca/

O site sugere que você receba cupons via email, assim não perderá os melhores descontos. Vejam:

Gostei bastante dos cupons de desconto em destaque que o site disponibiliza. Confiram:



2) Mercado livre


Compro no site Mercado livre desde 2007. Recomendo sempre que vocês vejam a reputação do vendedor e leiam as qualificações. Eu nunca comprei de um vendedor com reputação ruim ou mediana. Prestem atenção a esses detalhes para que a compra seja satisfatória, ok? 
O site disponibiliza várias opções para economizarmos. Confiram: 

a) Descontos

Na lateral esquerda tem a opção "Descontos". Você escolhe se quer ver os descontos com 10% ou 20%. Só clicar e ver se ali tem produtos que te interessam 



b) Condição do produto


Caso não se importe, você pode optar por comprar produtos usados, pois são mais baratos. Muitos desses produtos usados são seminovos, então vale a pena. 

c) Ofertas da semana e descontos exclusivos no topo da página


3) Aliexpress





O site Aliexpress é bem parecido com o Mercado livre (a diferença é que, comprando no Aliexpress, suas compras demorarão a chegar porque vem direto da China). Recomendo sempre que vocês vejam a reputação do vendedor e leiam as qualificações. Eu nunca comprei de um vendedor com reputação ruim ou mediana. Oa produtos chegam certinho (nunca tive problema, porém demoram um pouco). Prestem atenção a esses detalhes para que a compra seja satisfatória, ok? 
Como vocês viram na imagem acima, conferindo as três setas que eu coloquei, o site disponibiliza, em alguns produtos, um excelente desconto (57% somente por 5 dias no caso da boneca da foto). Tem também a opção "Economize --- a cada ---- comprados". Isso serve para quem já tem a intenção de fazer uma compra neste valor. Na última seta, vejam que novos usuários ganham um desconto de R$ 12,37. 


Se vocês querem economizar, vale a pena explorar esses sites que eu indiquei! Comentem o que acharam das dicas!😍


E aí, amores, gostaram das dicas? Espero que sim! ☝


Os benefícios da responsabilidade pessoal



Sete benefícios que farão toda a diferença ao assumir o controle de sua própria vida

Você é responsável pela sua própria vida? A pergunta pode soar como boba e óbvia, mas a resposta é surpreendente. Vivemos, muitas vezes, no piloto automático e não nos damos conta das vezes que terceirizamos o que poderíamos fazer por nós mesmos, principalmente quando esperamos que a motivação venha de outras pessoas ao invés de nos motivarmos por nós mesmos.
Autorresponsabilidade é quando nos tornamos responsáveis por tudo aquilo que acontece em nossas vidas, seja algo negativo ou positivo. Essa habilidade pode ser desenvolvida, mas primeiramente é necessário que você identifique quais são os empecilhos. Ao falharmos, costumamos transferir a culpa para terceiros por pura comodidade, já que é trabalhoso analisar as nossas estruturas internas. Veja a seguir os principais entraves para se ter responsabilidade pessoal:
1) Autoestima muito baixa, ou seja, a pessoa não acredita que ela é capaz de fazer, ser e acontecer. Ela consegue apenas enxergar as potencialidades dos outros. A confiança plena no outro e zero em si mesma faz com que a pessoa se sinta paralisada frente aos desafios da vida.
2) Vive-se no piloto automático porque não existem grandes sonhos para lutar e nem metas claras para alcançar.
3) Não há uma reflexão profunda sobre o que se fala, pensa, faz e sente. Essa falta de reflexão impede que a pessoa perceba que os pensamentos, atitudes, falas e sentimentos impactam tanto a própria vida quanto a vida de outras pessoas ao redor. Achando-se sem grandes responsabilidades pelo que se fala, faz, pensa e sente, coisas importantes acabam sendo banalizadas, o que consequentemente fará com que se banalize também o responsabilizar-se por si mesmo. É como se não houvesse energia suficiente a fim de investigar-se profundamente...
4) A pessoa enxerga-se mais como vítima do que como guerreira.
5) A pessoa acostumou-se em reclamar de tudo ao invés de pensar em soluções eficazes para seus problemas.
6) A pessoa deseja ter uma vida irreal, fora de sua própria realidade, ou seja, não aceita a sua própria condição, o que faz com que seja impossível enxergar as possibilidades de melhora, cura, solução...
7) A visão de si mesmo está deturpada e é necessário ser sacudido para que aconteça a mudança.
8) A pessoa está em uma zona de conforto porque foi acostumada assim desde criança. Muitos pais têm dificuldade em dizer não para os filhos, o que faz com eles se sintam fora do controle pessoal, sendo sempre dependentes daqueles que podem satisfazer seus desejos de maneira imediata. O imediatismo impede que a pessoa construa significados e aprenda com a espera.
9) O medo paralisa. Muitos têm medo de dar grandes saltos como um verdadeiro adulto e referem continuar na zona de conforto, fazendo sempre as mesmas coisas. 
Como, então, ter motivação para assumir a responsabilidade pessoal de uma vez por todas? É simples: basta identificar o problema. Em seguida, analisar os benefícios quando nos tornamos verdadeiramente responsáveis por nós mesmos. Todo ser humano é movido pelas vantagens (o entendimento delas faz toda a diferença). Veja a seguir quais são esses benefícios tão importantes:
1) Melhora significativa em suas próprias emoções
Ao NÃO assumir-se responsável pela própria vida, muitos sentimentos negativos são inevitáveis e crescentes ao longo dos anos. Os sentimentos mais comuns são:
1) Raiva, vergonha, mágoas, tristeza e frustração por acreditar que não é capaz.
2) Inveja ao ver o crescimento de outras pessoas
3) Ressentimento por achar que os outros são culpados pelo seu fracasso.
4) Sensação angustiante de impotência ao sentir que não há controle sobre a própria vida.
Entendendo que é necessário ser responsável pela própria vida, os sentimentos acima citados serão menos frequentes, visto que a pessoa assumirá uma posição de luta frente à vida, parando de culpar os outros e refletindo sobre o que é necessário fazer. Resumindo: é inevitável que as emoções melhorem e a pessoa inicia um novo processo, enxergando a vida com outros olhos e tendo mais autoestima e gratidão.
2) Adeus reclamação
Focar no que deu errado faz com que a pessoa viva reclamando de tudo e de todos. Conviver com pessoas reclamonas é algo terrível! Ao assumir a responsabilidade pessoal, o foco passa a ser a solução e não o problema. Pessoas que reclamam demais só sabem enxergar o que deu errado e desperdiçam energia e tempo, por isso são incapazes de pensar nas soluções.
O sentimento de gratidão faz brotar no ser humano um sentimento de satisfação pelas coisas positivas que aconteceram e acontecem, pois permite que a pessoa pare para pensar no que deu certo e deixe de pensar 100% nos problemas, por isso é transformador.
3) Parando de se vitimizar
Uma pessoa que encarnou o papel de vítima só consegue enxergar o outro como algoz. É como se as circunstâncias da vida dependessem apenas do que é externo e não do que vem de dentro de si mesmo (pensamentos, sentimentos, elaboração de estratégias, etc).
A vítima, ao invés de refletir sobre o que poderia ter feito de diferente, ela só enxerga o que o outro fez de ruim. Ser coitado o tempo todo é cansativo e a pessoa não percebe que está sendo sugada por ela mesma. Quem está ao redor também se sente cansado em ouvir lamúrias o tempo todo. O que acontece de negativo é que, ao apontar culpados, a mente não se esforça para tentar entender o que ela mesma fez de errado, não reflete sobre os seus próprios defeitos e em quais soluções devem ser levadas em consideração para resolver as coisas. Além disso, ocorre a falta de compaixão para com o outro, já que ninguém é perfeito e todos erram. Entender o outro lado sem demonizá-lo é importante para avaliar de forma consciente e madura a sua posição e a posição do outro frente ao problema.
4) Deixar de ser dependente da motivação e da aprovação dos outros
Pessoas dependentes da validação externa são pessoas que ainda não adquiriram consciência da importância da responsabilidade pessoal, pois não estão no autocontrole e sim na dependência da aprovação dos outros. É muito bom receber elogios e palavras motivadoras e sempre é relevante valorizar quem nos apoia, mas lembre-se que isso não pode se tornar um vício, visto que nem sempre as pessoas ao redor farão sinal positivo para nossos projetos, sonhos e ações.
5) Chega de impulsividade
É importante ressaltar que, ao adquirir responsabilidade pessoal, você para de agir impulsivamente e começa a planejar a sua própria vida, aumentando a consciência de quem vive e a sua importância no mundo. Analisar situações e pensar nas possibilidades e nas soluções é ser altamente responsável. É claro que muitos imprevistos podem acontecer, mas quem se responsabiliza por sua própria vida, já pensou previamente nos possíveis imprevistos que podem ocorrer e já está mais ou menos encaminhado para o que der e vier. Surpresas são bem-vindas, mas não dá para viver na impulsividade, por isso o planejamento faz-se mais do que necessário.
6) Sentir-se autor da própria vida
Ser responsável pela própria vida revela nuances incríveis de nós mesmos. Uma delas é a sensação indescritível de ser o autor da própria vida, enquanto que os impulsivos parecem ser levados pelo vento e estão sempre angustiados frente aos desafios, quem escreve a própria história sente prazer em ver os progressos e em lutar para vencer os desafios.
Quem escreve a própria vida está constantemente alinhando os desenhos de seus sentimentos, ações e pensamentos para que esses três não fiquem discrepantes. É fazer vários rascunhos nos papéis da mente, da alma e do coração. É alinhar corpo e alma. É conhecer-se como um ser que faz fluir a criatividade. E, ao fazer isso jorrar para dentro e para fora de si mesmo, sente-se pleno, sente-se capaz de consertar os erros sem infantilidades, mas com os pés no chão sem deixar de sonhar... Transformar-se como ser humano implica em criar a partir do alinhamento do que se sente, fala e age. É o casamento perfeito dos sentimentos com a razão.
7) Novas sensações e descobertas como pessoa e como profissional
Ao ser responsável, você começa a desenvolver novos talentos, pois ao invés de depender dos outros, você mesmo coloca a mão na massa. A partir da ação, você desenvolve novas habilidades e competências que sequer imaginou. Enquanto a vítima, o impulsivo e o não confiante em si mesmo estão paralisados, aqueles que se assumem como responsáveis por suas próprias vidas deixam fluir o rio da vida, descobrindo-se como capazes de criar, de fazer, de arriscar e de serem felizes. Nada vem pronto, é necessário construir caminhos e experimentar os erros e os acertos.
Conclusão: aceite a sua vida e assuma o controle
Aceitar-se é dádiva de vida. É a partir da aceitação que você poderá significar ou ressignificar algo. Enquanto estiver preso na revolta de si mesmo, nunca terá condições de pensar nas possibilidades de melhora, já que ninguém é perfeito, não é mesmo? Aceite o desafio de ser responsável por quem você é neste exato instante... Não são os outros que construíram o que você é agora, mas sim você mesmo através de seus pensamentos, sentimentos e ações ao longo de toda a sua vivência. Os outros foram importantes, mas quem teve que significar e ressignificar o que eles te trouxeram foi você mesmo, por isso deixe fluir o rio da vida tomando posse do que é seu de direito: a responsabilidade por si mesmo.

Espero que tenham gostado!

Maquiagem artística de celebridades - Parte I

No post de hoje, mostro para vocês  a parte I de algumas maquiagens artísticas de celebridades. Espero que gostem! 

1) Lady Gaga












 









2) Ke$ha













3) Kate Perry
























Espero que tenham gostado!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...