Dez maneiras de economizar dinheiro em 2015



Economizar dinheiro não é uma tarefa fácil, pois as tentações nos bombardeiam por todos os lados: passeios, roupas, eletrônicos, diversos lançamentos de produtos que adoramos, alimentos saborosos (principalmente guloseimas e fast food), etc.  Sabemos muito bem da importância de economizar, porém dificilmente conseguimos fazer isso. Eu me incluo nesse time, pois o salário vai embora sem nem dar tchau. 

Pensando na importância de juntar uma graninha para vários fins, montei uma lista com dicas para mim mesma e para vocês leitores. Algumas atitudes podem nos ajudar a fazer a conta bancária  transbordar no azul até o final do ano. É o que desejo para mim e para vocês! 

1) Comprar menos itens para o guarda roupa + projetinho

Eu tenho muitas roupas, acessórios e sapatos que ainda não foram usados. Pensei numa estratégia que pode me ajudar nesse sentido: Terei direito a comprar 1 peça nova a cada 5 peças nunca usadas que eu conseguir usar. Se eu não desenterrar do guarda-roupa essas cinco peças, não poderei comprar nada. Chamarei esse projetinho de "1 peça nova a cada 5 usadas". Espero conseguir executá-lo. Com certeza postarei aqui no blog e ainda mostrarei as 5 peças desenterradas + a nova.


2) Juntar moedas no cofrinho (comprar um porquinho)

Eu já tive um porquinho e adorei a experiência! Consegui juntar 200,00. Sei que não é grande coisa, mas é melhor do que nada! Era para eu ter juntado mais, porém na época eu precisei da grana e martelei o porco.

Quero outro para quebrar no final, para ficar bem pesadão. O ideal é ficar curiosa para saber o valor que tem, mas segurar a ansiedade até o final (estabeleça um tempo e uma meta).   Atualmente tenho um potinho para guardar moedas, mas sabem o que eu faço? Sempre abro para ficar contando ou tirando o dindin. Assim não funciona, por isso vou comprar o meu porquinho em breve.

Quero comprar um outro porquinho para o Igor para que ele possa aprender a economizar desde cedo.


3) Nunca ir sem lista para o supermercado 

Essa dica é uma das mais valiosas. Antes de ser mãe, eu nunca fazia lista de supermercado (por  falta de tempo e por preguiça mesmo) e sabem o que acontecia? Eu passava de corredor em corredor e no final acabava comprando itens repetidos que eu já tinha em casa. Chegava aqui e ficava com a maior cara de tacho e ainda tinha que ser criativa para não desperdiçar os itens.  Desse jeito eu nunca  economizava no mercado!

Depois que ganhei o Igor, durante a licença maternidade, naquela tranquilidade toda, sem trabalhar, só cuidando da casa e do bebê, comecei a ter tempo e a sentir prazer em montar minhas listinhas de supermercado. No começo é chato, mas depois você se acostuma tanto que não consegue ficar sem. Hoje em dia eu nunca vou ao mercado sem lista. Mas a meta é não comprar itens fora da lista. De vez em quando eu acabo comprando uma ou outra coisinha que não anotei. São as tentações do supermercado, aquelas promoções (leve 3 pague 2, brindes fofinhos, etc). 


4) Mais passeios gratuitos ou baratinhos


A nossa correria do dia a dia muitas vezes não nos permite pesquisar lugares bacanas para passear que sejam gratuitos. Pretendo pesquisar aqui na internet vários lugares legais em São Paulo sem ter que pagar a entrada (só o lanche e o combustível). Assim que eu montar a lista colocarei aqui no blog. 

Claro que também pretendo conhecer lugares que não sejam gratuitos, mas como a intenção aqui é economizar, então procurarei lugares bem baratinhos e que dê para se divertir com a família.

5) Anotar todas as compras feitas pelo cartão de crédito

Controlar a fatura do cartão de crédito de maneira  rigorosa não é uma tarefa fácil, pois com a correria acabamos esquecendo de anotar cada item comprado e em quantas vezes parcelamos. Por que é importante fazer isso? Porque o cartão de crédito nos dá a falsa sensação de podermos comprar tudo o que queremos. Pensamos assim: "Ah, vai parcelar mesmo, então vou levar!" Claro que é uma modo bastante prático de se fazer compras, mas é uma ilusão porque depois vira uma bola de neve e ficamos endividados.

O ideal seria comprar tudo à vista, mas muitas vezes não conseguimos. Enquanto não conseguimos pagar na hora, vamos controlar os gastos com cartão. Eu comecei a anotar tudo num caderninho. A fatura chega e eu já vou anotando no caderno até a última parcela e conforme eu vou comprando já anoto na lista. Quando a próxima fatura chega eu já sei quanto terei de pagar.

6) Ler livros sobre educação financeira

Educação financeira deveria ser uma disciplina obrigatória nas escolas, a meu ver, pois o que mais vemos por aí são pessoas inteligentíssimas mas que não sabem lidar com o próprias finanças. O dinheiro vai mais rápido do que chega. Eu mesma tenho muito o que aprender. Como aprender? Na raça, na luta, pesquisando mesmo. Para isso, quero ler vários livros sobre finanças em 2015. 

7) Dar uma chance às marcas menos conhecidas no supermercado

No supermercado, sempre preferimos as marcas mais famosas, mas em 2015 quero dar uma chance para as marcas menos conhecidas e ver se são boas e funcionais. É um modo de economizar. Pode ser que eu me surpreenda!

8) Comprar o mínimo possível de guloseimas e focar em alimentação saudável 


Não adianta! Guloseimas são pura tentação nas prateleiras do supermercado. Pretendo evitar essas delícias para ter uma alimentação mais saudável.  Na verdade eu já venho praticando isso e confesso que não é fácil.  De uns seis meses para cá, compro o mínimo possível disso e o resultado para mim tem sido satisfatório: não voltei a engordar depois da dieta Dukan que fiz por 1 mês no ano passado e acredito que estou mais saudável do que era antes (pois eu e meu marido enchíamos o carrinho de guloseimas). Mas confesso que de vez em quando eu não resisto, né? 

9) Colocar na poupança qualquer valor que sobrar na conta (até 5,00 são válidos)


Poupar tem que ser um hábito, nem que seja 5,00. Qualquer quantia que sobrar temos que depositar na poupança ou no cofrinho. Se não fizermos isso, com certeza vamos gastar com coisas supérfluas. Isso é fato! 

10) Esquecer em casa,  "de propósito",  o cartão de crédito (foi sem querer querendo)

Com pouco dinheiro na carteira e com o cartão de crédito em casa, por exemplo, você é obrigado a controlar os seus impulsos na hora de ver um item que faz o seu olho brilhar.  Eu já fiz isso e deu super certo. Na hora em que você bate o olho naquele item divino da vitrine, você fica com ódio de você mesmo, você quer se matar naquele instante, mas isso passa. E no final você deixou de comprar um item que poderia ser mais uma peça esquecida no seu guarda-roupa.

Espero que tenham gostado e até a próxima!

8 comentários:

  1. Adorei seu post, cuidar do dinheiro é muitomuito difícil, mas suas dicas são bastante úteis, me identifiquei com algumas que eu já estou adquirindo na vida, uma coisa legal pro porquinho é não por moeda pequena, pq ocupa muito espaço ai ele fica pesado de moedas de 5 centavos hrs, mas de qualquer maneira, que 2015 seja abençoado financeiramente, um beijo

    http://pinkisnotrose.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Pink! Você tem razão: moedas pequenas acabam atrapalhando. O ideal mesmo são as de 0,50 e de 1,00. Obrigada por me desejar boa sorte e boa sorte para você também, querida. bjss

      Excluir
  2. eu tenho um cofrinho, mas não é porquinho não rs

    até, beijos!
    http://www.mundodafani.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Fani, eu gosto mesmo dos porquinhos, acho muito fofo. Vou comprar dois: um pra mim e outro pro meu filho. bjsss

      Excluir
  3. Excelentes dicas, é impressionante o tanto de dinheiro que gastamos com alimentação, e muitas vezes porcariadas "/
    Se economizarmos e optamos por uma alimentação saudável, faremos um bem pro bolso e pra saúde.

    beijos :*
    http://descomplicandocosmeticos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Raissa! Sim, gastamos de mais com guloseimas e coisas engordavas, no final só engordamos com isso ou ficamos doentes. Confesso que não é fácil ter uma alimentação saudável, mas temos que tentar. bjssss

      Excluir
  4. Muito interessante, Ana!! Eu tenho um problema imenso com cartão + comida, tenho dó de gastar com roupas, mas com comida não.. aí meu salário de estagiária some hahahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Nathalia!! Olha, gastar com comida eh uma tentação, eu te entendo! Evito ao máximo comprar guloseimas senão fico compulsiva e não irão de comer até acabar tudo, então prefiro não comprar mais, eh uma maneira de se controlar, ainda mais agora que estou de dieta. Cartão Tb eh uma perdição na mão de qq mulher. Bjsss e seja bem-vinda!

      Excluir

Se gostou do post, comente aqui =^.^= Ficarei muito feliz com o seu comentário! Responderei aqui mesmo embaixo do seu recadinho. Obrigada pela visita e volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...